Plantas Que Curam - O seu guia de Plantas Medicinais na Internet

AMORA MIÚRA

Morus Alba

Descrição : Planta da família das Moracea. Árvore de 5 a 20m de altura, tronco verrugoso, muito ramificado, folhas grandes, cordiformes, bastante grossas, de pecíolos curtos, dentes largos e irregulares, ásperas e com estipulas longas, membranosas e felpudas. Flores de amareladas que geram uma infrutescència grande ovada e branca que ao amadurecer se torna rosada.

Partes utiliadas : Raiz, casca, folhas e frutos.

Habitat: Originária da China, onde é cultivada como alimento para o Bicho-da-seda, é planta de grande rusticidade e está aclimatada no Brasil.

História: Trazida por colonizadores europeus e asiáticos, não se sabe se não houve boa adaptação ou se a planta é menos comum no país por outros motivos. É relatada como tendo os mesmos princípios ativos da Amora comum.

Princípios ativos: Açúcares; Flavonóides: rutina; Taninos; Mucilagens; Pectina; Peptona; Ácidos orgânicos: ácido málico, ácido cítrico; Vitamina C; Sais minerais; Óleos essenciais; Gomas

Farmacologia: Os princípios ativos são a sacarose, pectinas e a rutina, mas não há informações que comprovem seus resultados.

Propriedades medicinais: Antitussígena, aperiente, diurética, laxativa, antipru-riginosa, anti-hipertensiva.

Indicações: Afecções da boca, dentes, garganta e pulmão: como antiinflamatória das mucosas do sistema respiratório, peitoral, antitussígena; Afecções da pele: dermatoses, eczemas; erupções: como antipruriginoso; Prisão de ventre-como laxante; Refrescante; Diurético.

Uso pediátrico: Afecções da boca, aftas, dentes, garganta e pulmão: como antiinflamatória das mucosas do sistema respiratório, peitoral, antitussígena. Afecções da pele: dermatoses, eczemas, erupções: como antipruriginoso.

Contra-indicações/cuidados: Em diarreia crónica.

Efeitos colaterais: Aumento do número de evacuações ou diarreia pastosa em intestinos com tendência à diarreia.

Posologia:

Adultos: 10 a 20ml   de tintura divididos em 2 ou 3 doses diárias, diluídos em água 2g de   erva seca (1 colher de sopa para cada xícara de água) de folhas em infuso até 3 vezes ao dia, com intervalos menores que 12hs. Xarope tradicional: 2 xícaras de frutas frescas esmagadas maceradas em banho-maria no dobro do peso de açúcar mascavo. Após o esfriamento coar para vidro escuro que deve permanecer ao abrigo da luz e do calor por até 6 meses. Tomar 1 colher de sopa de 6 em 6 horas, como expectorante ou 1 colher de chá diluída em água morna como colutório.

Crianças acima de 6 anos tomam metade da dose. Tintura da raiz e das cascas como laxante ou como aperiente. Cataplasma das folhas para afecções cutâneas. infuso de folhas frescas para hipertensão arterial


Amora Silvestri



Ajude Plantas Que Curam a difundir a saúde pela natureza, divulgando nosso site nas redes sociais.

Nosso site é um serviço oferecido de forma gratuita, mais se caso você desejar contribuir com nosso trabalho, pode fazer uma doação pelo sistema pagseguro do Universo On-line.