Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento.Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

ASCLEPIA TUBEROSA

Asclepia tuberosa

Essa linda planta com floração perfumada, pode ser uma excelênte aliada em casos de reumatísmo.

Descrição : Planta que pertencente à família das Apocynaceae.

É uma das 80 espécies dessa planta, difere das demais por não ter o líquido leitoso.

Atinge até 50 centímetros de altura, suas flores são laranja e surgem em grandes curinbus que aparecem no mês de setembro.

A asclépia recebe esse nome em homenagem a Esculápio, que contava que aprendera a curar com Quírom, o centauro que recebeu o conhecimento herbáceo e médico diretamente de Apolo, as asclépias perfumadas são um tributo a sua memória.

Propriedades : antiespasmódica, diaforética, expectorante e tônica, carminativa e suavemente catártica.

Indicações : Pleurite, diarreia, disenteria, reumatismo agudo e crônico e eczema.

Princípios Ativos : glucopsídios, resinas, gorduras, traços de óleo volátil, seu látex possui alcalóides e outros compostos complexos .

Contraindicações/cuidados: Grandes doses devem ser evitadas, pois a planta é emética e purgativa.

Efeitos colaterais : Doses pequenas da infusão da planta, aumenta a transpiração e facilita a expectoração.

Toxicologia: Pode causar dermatite de contato devido, essa planta vem sendo substituída por outras menos tóxicas na medicina natural.

Asclepia Tuberosa

Taxinomia do Gênero Asclépias:

Referências:

JONAS, Wayne B., Jeffrey S. Levin., Tratado de Medicina Complementar Alternativa - Editora Manoela, 2001. ISBN 85-204-1016-2

PEÇANHA, Paulo Cesar., Meu Guia De Homeopatia Digital - Clube de Autores, 2008.

PEÇANHA, Paulo Cesar., Homeopatia nas doenças reumáticas e musculares- Primeira Edição, Nova Friburfo, Edição do Autor2016.