Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

BETERRABA FAZ BEM PARA A SAÚDE

Beta vulgaris

Essa planta contém, nas suas raízes, uma elevada concentração de sacarose, razão pela qual é cultivada nas regiões temperadas para produção de açúcar e de etanol.

Descrição : Da família das Chenopodiaceae. 

Herbácea com raiz grossa e carnosa, de coloração púrpura.

As folhas são verdes e avermelhadas, e se inserem em um único ponto, na porção apical da raiz grossa.

Essas folhas são bem desenvolvidas e sustentadas por um pecíolo longo, carnoso de cor púrpura.

As flores são terminais e dispostas em espigas e as sementes pequenas e arredondadas.

Plantio : Sua reprodução é por sementes em solo fértil, drenado e com pouca acidez.

As sementes devem ficar imersas em água durante a noite e no dia seguinte semeadas em canteiros.

Após a germinação, as mudas mais vigorosas devem ser transplantadas para local definitivo.

Para que as raízes não fiquem expostas, a terra deve estar sempre amontoadas ao redor da planta.

História : A variedade de beterraba cuja a raiz e de cor branca, tem o seu cultivo na Europa, para a produção de sacarose, isto, desde a época de Napoleão.

A beterraba é usada e reconhecida terapeuticamente desde Roma.

Faz parte da Farmacopeia Aiurvédica.

Partes utilizadas : Raiz e talos.

Habitat: Originária da Ásia e Europa, hoje é bem adaptada aos climas amenos brasileiros

Origem : Europa e Ásia, tendo se adaptado muito bem no Brasil, preferindo as regiões de clima temperado.

Modo de conservar : Raízes cruas conservam-se por muito mais tempo.

Podem ser também assadas no forno, e após guardadas em lugar fresco e seco.

Os caules com as folhas podem ser consumidos frescos ou cozidos.

Princípios Ativos: Saponisídeos, fitosterol, betaína, leucina, tirosina, betacianina, beta carotenos, vitaminas A, C e do complexo B e C, sódio, potássio, zinco, magnésio, flúor, ferro, cloro, silício, manganês e fósforo.

Cada 100 gramas da raiz possui 48 calorias, enquanto 100 gramas das folhas contêm 32 calorias.

Propriedades medicinais: Antitumoral, digestivo, diurético, emoliente, estimulante digestiva e hepática, hepato protetor, nutritiva, rejuvenescedora, tônico cardíaco

Indicações: afecção do fígado, anemia, artrite, auxiliar a digestão, câncer, contribuir para uma melhor tolerância a outros medicamentos anticancerígenos, descongestionar as vias urinárias, diverticulite, dismenorreia, eliminar ácidos no organismo, fortalecer os dentes e gengivas, fortalecer tendões, fraqueza orgânica, hepatite, hipoglicemia, inflamações, leucemia, limitar o crescimento de tumores malignos, lumbago, machucaduras, melhorar a diurese, obstipação intestinal, prevenir lesões provocadas pelas radiações, preventiva de problemas de próstata, preventivo de resfriados e gripes, prisão de ventre, purificar e renovar o sangue; regularizar o funcionamento do estômago, vesícula, fígado e rins; reumatismo, toxemia.

Uso pediátrico: As mesmas indicações possíveis.

Uso na gestação e na amamentação: A beterraba é um alimento, altamente nutritivo, pelo que não oferece riscos.

Contraindicações/cuidados: As folhas da beterraba (ricas em ácido oxálico, que pode formar cristais no organismo), não são indicadas para pessoas com artrite ou pedras nos rins.

Modo de usar:

- Consumida "in natura" em sucos e saladas: prisão de ventre, fraqueza orgânica, reumatismo e artrite e preventiva nos problemas de próstata; principal ingrediente da famosa Borscht, sopa russa riquíssima em ferro; frita e na forma de picles;

- Batida com iogurte, como máscara facial contra a acne;

- Crua, misturada com mel: xarope para crianças;

- Folhas frescas e amassadas: machucaduras e inflamações.

Anemia : Lave muito bem as raízes cruas bem maduras.

Descasque, fatie ou rale. Acondicione em um recipiente e polvilhe com açúcar cristal.

Deixe em repouso por 30 minutos. Coma 1 colher de sopa, antes das principais refeições.

Contusão. eczemas; flebite : Em um pilão, coloque 2 colheres de sopa de folhas e caule fatiados e acrescente 1 colher de sopa de mel.

Amasse bem, triturando até obter uma massa pastosa. Estenda sobre um pano ou gaze e aplique sobre a parte afetada. Cubra com outro pano e mantenha aquecido. Deixe esse cataplasma atuar durante a noite. Aplique várias noites até o desaparecimento do sintoma.

Prevenção de resfriados e gripes : Lave muito bem a raiz crua madura. Descasque, fatie ou rale e acrescente o sumo de 1 limão. Coma 1 colher de sopa, antes das principais refeições, aos primeiros sintomas de gripe ou resfriado, ampliando assim a resistência natural do organismo. Previne contra o vírus.

Beterraba

Posologia: Adultos: A raiz crua, como salada, nas hepatites, constipação intestinal e afecções endócrinas. No decocto, são utilizadas a raiz com a casca; Suco da raiz, fresca, preferencialmente centrifugado, 1 xícara 3 X ao dia, nas anemias, clorose, afecções cardíacas , reumatismos e artrites. Este suco é diurético, refrescante, descongestionante das vias urinária, fortalece os tendões; Decocto de 1 raiz - 1 xícara de chá 3 X ao dia, para cálculos renais; 10g de sementes(orgânicas) em decocto para os mesmos usos.

As folhas e talos podem ser utilizados como valioso alimento. O emplastro das folhas frescas também se aplica topicamente em escoriações, flebites e inflamações da pele. Com a raiz também se prepara o xarope frio de rodelas finas de 1 beterraba maceradas em mel por uma noite.

VEJA TAMBÉM EM NOSSO SITE :

Xarope caseiro simples da beterraba

Farmacologia:

Rica em ferro e cobre, ajuda na formação dos glóbulos vermelhos e na formação de plaquetas. Estimulante natural das funções cardíacas, pela grande presença de potássio e manganês.

A presença do manganês estimula e fortalece as glândulas suprarrenais, gonadais, hipófise, pineal, tireoide e para-tireoide , supra renas e demais glândulas de função endócrina.

A presença de zinco garante o metabolismo dos tecidos cerebrais. A betaina mostrou em testes com cobaias efeito hepatoprotetor prevenindo o depósito de gorduras no fígado.


Dieta  de 21 dias