Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

BUCHU

Barosma betulina

Tônico, antisséptico e levemente estimulante, o buchu é essencial na medicina tradicional da África do Sul e ajuda a aliviar as infecções do sistema urinário e a flatulência.

Descrição : Planta da família das Rutaceae. Espécies de buchu mais utilizadas são a Barosma betulina, de folhas "curtas", B. crenulata, folhas "ovais" e B. serratifolia, de folhas "longas". A espécie B. betulina é a mais valorizada, também conhecida como buchu.

Parte utilizada: Folhas.

Princípios Ativos: Mucilagem, alfa-pineno, alfa terpineno, barosma-cânfora, ácido ascórbico, canfeno, hesperidina, pulegona, resina, rutina, selênio.

Propriedades medicinais: antisséptica, anti-inflamatória, diurética.

Indicações: Inflamações das mucosas, colo e vagina, úlceras, problemas respiratórios e gástricos;

Infecções do sistema urinário - É um remédio específico para cistite e infecções do sistema urinário, tendo o seu óleo essencial uma notável ação antisséptica. Para infecções agudas. Outras plantas, como o arando (Vacdnium macrocarpuni), são melhores para problemas crônicos.

Contraindicações/cuidados: Mulheres grávidas. O óleo essencial pode causar irritação em pessoas sensíveis.

Modo de usar: infusão de 10-20 g/l de água fervente. Deixar esfriar 15 minutos. Tomar 200 ml três a seis vezes ao dia.

\ Buchu


Dieta  de 21 dias