Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

Ghai hu

Bupleurum falcatum

Membro da família da cenoura, a raiz de chai hu é um remédio muito usado na China e no Japão, sendo as suas aplicações tradicionais gripes, constipações tipo gripe e febre, ciclos menstruais irregulares e distúrbios do fígado. E um bom tônico e, como todos os remédios amargos, estimula o apetite e o funcionamento digestivo.

Descrição : Planta da família das Apiaceae, também conhecida como bupleurum, chai hu, hare's ear, thorow-wax.

Parte utilizada: Folhas e brotos jovens (cozidas), raiz.

Princípios Ativos: Saikosídeos (substância parecida com saponina), rutina.

Propriedades medicinais: Analgésica, antibacteriana, anti-inflamatória, antimalarial, antiperiódica, antipirética, antiviral, carminativa, diaforética, emenagoga, hemolítica, hepática, peitoral, sedativa.

Indicações: Dismenorreia, circulação, febre, fígado preguiçoso associado com instabilidade emocional, hemorroida, herpes simples, inchaço abdominal, malária, proteção do fígado.

Na medicina tradicional chinesa, o ghai hu é combinado com ervas como a peônia branca (Paeonia lactiflom) e o alcaçuz (Glycyrrhiza glabrd) para tratar problemas como a irregularidade menstrual e o prolapso do útero.

Sistema imunológico - Investigações contínuas ao longo dos últimos 30 anos — sobretudo no Japão — sugerem que o ghai hu tem uma combinação única de benefícios medicinais. Tem uma forte ação anti-inflamatória, de certo modo semelhante à dos esteróides, que ajuda a reduzir e a prevenir a inflamação no corpo.

Ao mesmo tempo, favorece o sistema imunitário e protege o fígado e os rins. A sua aplicação principal é, portanto, nos distúrbios do fígado e dos rins, sobretudo quando estes estão sob pressão devido a inflamação crônica, toxicidade ou doença autoimune. Em problemas simples, tais como constipações, gripe c febre, a automedicacão não é perigosa, mas em doenças graves, como a doença autoimune, só deve ser tomado se recomendado por um profissional.

Contraindicações/cuidados: tóxica , usar somente sob supervisão médica. contraindicada para quem tem enxaquecas graves e conjuntivite.

Por vezes, pode causar sintomas gastrointestinais, como flatulência, náuseas e vômitos.

Modo de usar:

- Infusão ou decocção : malária, prolapso uterino e retal, herpes simples, hemorroidas, fígado preguiçoso associado a instabilidade emocional, desordens menstruais e inchaço abdominal;

- Raiz fresca com vinho: para enfermidades febris;

- raiz fresca com vinagre: como estimulante circulatório;

- Raiz misturada com sangue de tartaruga: malária. Claro que nos dias hoje não é mais possível de se fazer essa receita, devido a proibição da caça das tartarugas marinhas. Mais fica o registro como curiosidade.

Nota: o Bupleurum rotundifolium L., é utilizado como vulnerário, para diminuir as inchações das glândulas e também na gota.

Bupleurum

Dieta  de 21 dias