Plantas Que Curam - O seu guia de Plantas Medicinais na Internet

A CEBOLA COMO PLANTA MEDICINAL

Allium cepa

Descrição : Da família das Liliáceas. Planta bulbosa que possui folhas estreitas, carnosas e verdes, bienal, provido de um bulbo tunocado, globoso, extremamente aromático e com raízes. As túnicas ou escamas membranaceas internas são carnosas e suculentas, de cor esbranquiçada ou avermelhada e as externas são finas, de cor de ouro ou vinho, de acordo com a espécie. As folhas são fistulosas e nascem dentro do bulbo. As flores aparecem no ápice do escapo floral e têm o foramto de um guarda-chuva. O fruto é uma cápsula triangular conendo sementes angulosas, compridas e de cor escura.

O plantio é feito por sementeira, de preferência, no mês de março e, após a germinação. Os vegatais mais vigorosos devem ser transplantados para um lugar definitivo. Cresce e se reproduz bem em terrenos arenosos, ricos em matéria orgânica e de média a fraca acidez. São cultivadas das mais diferentes formas, como: roxa-do-barreiro, amarela-das-canárias, amarela-das-bermudas e baia-periforme. Todas as espécies possuem odor forte e picante, com sabor acre e adocicado. Os bulbos devem ser colhidos antes do aparecimento do espaço floral.

Parte utilizada : Bulbo.

Origem : Provavelmente da Ásia, tendo sido trazida para o Brasil pelos colonizadores.

Habitat: Foi domesticada na Ásia central

História: O uso da cebola parece ter começado há 5000 anos no Egito, como observado em monumentos antigos. Textos clássicos, gregos e romanos também mencionam o uso da cebola. Durante a Idade Media, as cebolas eram consumidas por toda a Europa. Mais tarde, acreditava-se que as cebolas protegiam contra os maus espíritos e a praga (peste bubonica), provavelmente por causa de seu forte odor. A tintura da pele da cebola tem sido usada no Oriente Médio e na Europa para colorir cascas de ovos e tingir tecidos por muitos anos. Acredita-se que Cristóvão Colono trouxe a cebola para as Américas. A cebola também foi usada por curandeiros populares para impedir a infecção. A combinação de cebolas e alho cozidas no leite e um remédio popular europeu usado para eliminar a congestão. As cebolas também são usadas na medicina homeopática

Modo de Conservar : As escamas carnosas internas e as secas externas, devem ser consumidas frescas, podendo ser guardadas em geladeira.

Propriedades : É diurética, antisséptica, antibiótica, bactericida, hipoglicemiante, vermífuga. Auxilia no tratamento da úlcera péptica.

Indicações : Age contra a paralisia e reumatismo. Para uso externo combate piodermites, hemorróidas, picadas de abelha, dores de origem reumática e calvície.

Modo de usar:

Comida crua, em saladas, frita, assada, na composição de inúmeros pratos simples ou sofisticados, como tempero ou mesmo como ingrediente principal. - uso externo: piodermites, furúnculos, hemorróidas, picadas de abelha e de cobra (agindo como desinflamante e antídoto), dores de origem reumática e calvície;

- Comida crua ou em forma de suco: tosse, bronquite, catarro, dor de garganta, melhora a voz, rouquidão, prisão de ventre, indigestão, coração;

- Maceração no vinho: calos, diurético

- Tintura: diurético - unguento: hemorróidas, frieiras; - bulbo: hemorragia nasal, picada de abelhas;

- Sumo: bactericida, desinfetante, picadas de insetos, calvice; emplasto do sumo com vinagre faz cair verruga (quando aplicada no local). Aspirado pelo nariz, detém algumas crises histéricas. Aplicado sobre a pele favorece o crescimento dos pelos, afugenta mosquitos;

- Assada com açúcar: inflamação e tosse; - cebola com mel são bons nas bronquites, asmas e tosses.

- Infusão: dificuldade de urinar, doenças cardíacas, efeito antibiótico, vermífugo, gases, catarro, cólicas, dores nos pés e ouvidos, resfriado, tosse.

- Infusão de 30 g de cebola em 1 litro de água fervente. Tomar 1 xícara de chá antes das refeições.

- Infusão de 90 g de cebola em um litro de água: uso externo em compressas locais;

- Decocção: doenças cardíacas, antibiótico, asma, aumenta a pressão sanguínea, bronquite, coriza, diabetes, diurético, enfermidades infecciosas, nevralgia facial, estimula a pressão sanguínea, enfermidades infecciosas, vermífugo, infecções intestinais, prisão de ventre;

- Decocção de 50 g de cebola em um litro de água. Tomar um xícara média, três vezes ao dia;

- DecocçãoS em quantidade igual de cebola/água, durante uma hora. Após esfriar, adicionar 1/5 de mel. Mexer até obter boa consistência. infecções do aparelho respitatório (gripe, bronquite, faringite, etc) e do aparelho digestivo (putefrações intestinais, diarréia, etc.). Tomar 3 xícaras médias ao dia;

- Maceração de 50 g de cebola em um litro de água: diurético, reumatismo, edemas. Tomar 3 xícaras médias ao dia;

- Maceração de 300 g de cebola em um litro de água, por 12 horas: antiarteriosclerótica, anti-hipertensiva, angina (e outros males relacionados à circulação como hemorróida. Tomar três vezes ao dia;

Notas: Para estômagos delicados, pode-se deixar a cebola em maceração com azeite de oliva durante a noite, o que faz perder sua acidez. O mesmo ocorre se a deixarmos dentro água com um pouco de suco de limão durante alguns minutos. Estes procedimentos conservam as propriedades medicinais da cebola; . como antitussígeno infantil, popularmente se coloca uma cebola fatiada sobre uma mesa no quarto à noite, mantendo a porta fechada.

Cebola

Principios Ativos :Vitaminas A, B1, B2, B5, C, sais minerais (potássio, fósforo, cálcio, sódio, silício, magnésio, ferro) e glicoquiina, flavonóides.

Efeitos Colaterais : Quando cortadas, determinados compostos sulfúricos (por exemplo, propanetial-S-6xido) escapam da cebola na forma de vapor e em uma reação fraca com a água presente no olho, o composto e hidrolizado tornando-se ácido sulfúrico, o que causa a irritação ocular e a lacrimejação familiar da cebola. Inchado da córnea por exposição a cebola já foi relatado. Molhar as mãos, respirar pela boca e cortar a cebola sob água corrente minimizam a irritação do olho, pois o parte to gás produzido ira reagir com a água na mão, na boca ou a água corrente. O uso de uma faca afiada também mínimas o esmagamento do tecido da cebola e conseqüentemente a liberação dos compostos voláteis. A ingestão da cebola parece relativamente segura, porque a autoridade fitoterapica German Commission E não lista nenhuma contra-indicação, efeito coleta-a, ou interação com a planta. A cebola pode ser usada frequentemente em baixas doses sem nenhum efeito coleta-a, como observado em experimentos em ratos, e contato f requente com a cebola raramente causa reações alérgicas. As sementes da cebola foram relatadas como alergenos ocupacionais.

Superdosagem : Consumo exagerado de cebola pode afetar o estômago.

Contra-indicações: Nenhuma contra-indicação foi identificada. A cebola e reconhecida com segura para o consumo humano e é classificada pelo FDA como 'GRAS' (generally recognized as safe).

VEJA TAMBÉM EM NOSSO SITE :

Xarope caseiro simples de cebola

Posologia: A Comissão E (German Commission E monographs) descreve a dose diária media para o tratamento da dispepsia como 50 g de cebola fresca, ou o suco de 50 g de cebola fresca, ou 20 g de cebola seca. Uma quantidade máxima de 35 mg/dia de difenilamina e recomendado se as preparações da cebola serão ou são usadas por vários meses.





Indique nosso site para um amigo.