Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

CEREFÓLIO

Anthriscus cerefolium

Descrição : Planta da família das Apiaceae, também conhecida como cerefolho. É uma erva anual, com haste estirada, parecida com salsa aristocrática; por essa razão, é frequentemente chamada de rainha das salsas.

Suas folhas são duplamente compostas parecidas com as da samambaia, as pínulas recortadas em colmilhos. Inflorescência em umbelas opositifólias.

O cerefólio tem um crescimento lento, chegando a 25 ou 30 metros de altura. Empregado como condimento, conhecido pelos cozinheiros do mundo todo como um bom tempero para molhos, saladas e sopas, o cerefólio pode ser usado fresco para proporcionar o máximo de aroma.

Como ele perde o cheiro e a cor ao ser cozido, deve sempre ser o último ingrediente a ser colocado na panela. Nos Estados Unidos, o cerefólio é mais conhecido por suas qualidades culinárias do que pelo uso medicinal. Por isso é chamada de a rainha das salsas.

Parte utilizada: Folhas, sementes.

Plantio : É resistente ao frio do inverno e pode ser plantado também no outono, se não formar sementes.

Princípios Ativos: Ácido petroselínico, apina, metil-chavicol, óleos essenciais, podofilotoxina e sais minerais (potássio).

Propriedades medicinais: Analgésica, anti-inflamatória, depurativa, digestiva, diurética, hidratante.

Cerefolio

Indicações: Aumentar o leite materno, bexiga, congestão no fígado, problemas nos rins, cálculos renais e biliares, cólicas, problemas digestivos, coágulos sanguíneos, contusões musculares, diabete, enfermidades nervosas, febre dos tísicos, gota, hemorróidas, histerismo, inflamação nos olhos e seios, purificar o sangue.

Para todos esses fins deve ser ingerido cru, salpido no pão ou sobre os alimentos cozidos.

As folhas frescas, maceradas e colocadas diretamente sobre uma contusão, oferecem alívio imediato para a dor.

Na França e na Itália os herboristas o empregam para limpar o fígado e os rins, para ajudar a dissolver pedras, melhorar cólicas e outros problemas digestivos, além de dissolver coágulos sanguíneos.

Contraindicações/cuidados: Podem ocorrer reações alérgicas em pessoas sensíveis.

Modo de usar:

- Sementes por infusão;

- Cataplasma das folhas: inflamações dos olhos;

- Vapor do cozimento: hemorróidas;

- Cataplasma das folhas frescas machucadas: desinflamar o seio e fazer soltar o leite;

- Decocção de 20 g de folhas frescas e sementes em um litro de água. Tomar quatro xícaras ao dia: aumenta a secreção do leite;

- Suco das folhas: asma, enfermidades da pele, impureza do sangue, febre dos tísicos. Tomar uma colher de sopa, três vezes ao dia.


Dieta  de 21 dias