Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

DEDALEIRA AMARELA

Lafoensia Pacari

Descrição : Família das Litráceas. A dedaleira amarela torna-se um arbusto pequeno, de ramos cilíndricos e folhas sésseis ou curto pecioladas, vernicosas, elípticas, obtusas coriáceas, verde-escuro na página superior e verde-claro na página inferior; suas flores são brancas (amarelas segundo Glaziou), dispostas em panículas; o fruto é uma cápsula cônica, lenhosa, grande.

Fornece madeira comum, porém de grande durabilidade em contato com o chão sendo, portanto, preferida para moirões e esteios; também largamente empregada na construção civil, servindo também para ser consumida como lenha e carvão.

Seu peso específico é 0,720 a 0,830. De sua casca extrai-se líquido para a fabricação de tinta. As folhas produzem material tintorial.

É planta ornamental e vegeta tanto no campo como nas matas, sendo grande a variedade delas.

Dedaleira Amarela

Habitat : A mais conhecida é a Petiolata Kl., de flores verde amareladas, muito comum no Estado de Minas Gerais. A espécie-tipo encontra-se ainda em Minas Gerais, porém vegeta também no Estado de São Paulo e Mato Grosso.

É conhecida pelos nomes de candeia-de-caju, copinho, dedal, dedaleiro (em São Paulo) mangaba-brava ou mangabeira-brava, em Goiás e no Mato Grosso chamam-na de Pacuri.

Propriedades medicinais: Cardiotônico.

Indicações: Sua raiz é febrífuga.


Dieta  de 21 dias