Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

ERVA DORIL

Alternanthera brasiliana.

Descrição : Planta da família das Amaranthaceae, também conhecida como anador, melhoral, acônito-do-mato, caaponga, cabeça-branca, carrapichinho, carrapichinho-do-mato, ervanço, infalível, nateira, penicilina, perpétua, perpétua-do-brasil, perpétua-do-mato, quebra-panela, sempre-viva, terramicina.

Erva rústica, de hábitos invasores, apresenta raízes pouco profundas, caule roliço de cor purpúrea, segmentado, que pode alcançar mais de 2 m de comprimento.

As folhas lanceoladas ou oval alongadas, Version-arroxeada, planas, verdes quando jovens e avermelhadas quando maduras são membranáceas, lisas, inteiras.

As flores insignificantes são pequenas, brancas, assemelham-se a pompons. Inflorescência globosa, pequena , Server-esbraquiçadas.

Parte utilizada: Folhas.

Habitat: Planta nativa do Brasil.

História: Largamente utilizada na medicina caseira e pelos caboclos, que atribuem-lhe nomes que descrevem seus usos.

Origem : América do Sul.

Propriedades medicinais:

Folhas: analgésicas, depurativa, diurética, digestiva;

Flores: béquicas.

Doril

Nota: In vitro apresentou atividade antitumoral.

Indicações: Bexiga, fígado, hemorróidas, dores. Nas Guianas as folhas são usadas como adstringente e antidiarreica e a planta inteira em maceração para prisão de ventre.

Uso pediátrico: As mesmas indicações.

Uso na gestação e na lactação: A planta é considerada segura, não havendo relatos de contraindicação na gravidez. Como não há relatos de estudos de sua farmacocinética nestas condições, aconselha-se que seu uso seja evitado nos 3 primeiros meses de gravidez ou apenas seu uso externo.

Modo de usar :

Infusão de uma colher de sobremesa de flores em um litro de água. Tomar 3 a 4 xícaras de chá ao dia: béquica.

Posologia: 1g de flores frescas (1 colher de sobremesa para cada xícara de água) em infuso como béquica; 2g de folhas frescas (1 colher de sobremesa para cada xícara de água) em infuso nas diarreia, afecções inflamatórias do fígado, bexiga e dores. O infuso, em proporções maiores pode ser usado como adstringente geral para a pele e ferimentos e tem ótimos resultados como antibiótico tópico em feridas infectadas; Crianças tomam de 1/3 a 1/z dose; O chá da planta tem coloração vermelha.

Farmacologia: A planta faz parte da medicina folclórica de vários países da América do Sul; Há apenas um relato de sua atividade antitumoral, in vitro.

Toxicologia: Não há relatos de envenenamento. A planta é considerada segura na cultura popular.

Estudo mineral das espécies vegetais Alternanthera brasiliana (L.) Kuntze e Bouchea fluminensis (Vell) Mold.

Estudo farmacognóstico das folhas de Alternanthera brasiliana (L.) Kuntze (Amaranthaceae).


Dieta  de 21 dias