Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

EFEDRA FONTE DE EFEDRINA

Ephedra sinica

A Efedra é um arbusto, rico em efedrina, sendo um ingrediente em vários suplementos alimentares.

Descrição : Planta da família das Ephedraceae, também conhecida como ephedra.

A Ephedra sinica cresce 30 a 50 cm em altura, tem caules longos e finos, e pequenas folhas reduzidas a escamas nas ligações. Os estames e os pistilos encontram-se em flores separadas, e as sementes estão dentro de cones

Origem : Originária da China, porém as variedades da erva são cultivadas também na Europa, Índia, América do Norte, Austrália e Afeganistão. A Efedra americana, originária do clima seco do sudoeste, era usada pelos primeiros colonos e conhecida como “chá de mórmon” e “chá de índia”.

Princípios Ativos: Efedrina, pseudoefedrina, norpseudoefedrina.

Propriedades medicinais: Broncodilatadora, diurética, estimulante, redutora do apetite, tônica muscular.

Indicações: Asma, bronquite, congestão nasal, rinite vasomotora, sinusite crônica, gripe.

História : Tem sido usada milenarmente na China para tratar os efeitos descritos nas suas indicações. Porém foi encontrada também num cemitério com mais de 60000 anos no Iraque, juntamente com outras plantas medicinais.

O primeiro relatório escrito sobre o uso da Ephedra sinica é de Pen Ts'ao de Shen Nung, uma ervanária chinesa. Este foi escrito em 2800 AC, e consta 366 drogas naturais, incluindo a Ephedra sinica.

É possível que os Gregos Antigos tivessem conhecimento da Efedra e das suas propriedades medicinais.

Um escritor da Roma Antiga chamado Plínio descreveu uma planta chamada "Efedrona", usada pelos Gregos.

O interesse da medicina ocidental na Efedra começou em 1923, com a demonstração de que o alcaloide isolado da efedrina causava uma série de efeitos farmacológicos.

A efedrina foi sintetizada em 1927, e desde então tanto a efedrina como a pseudo efedrina são usadas intensivamente em medicamentos sem receita médica para constipações e alergias.

Efedra

Contraindicações/cuidados: Mulheres grávidas e amamentando; ansiedade, agitação, angina, pressão alta, glaucoma, hipertrofia benigna (adenoma) da próstata com acumulação de urina, doença cardíaca, problemas na circulatórios, pedras nos rins, tumor benigno na supra renal e retenção urinária.

Efeitos colaterais:

A Efedra foi banida nos Estados Unidos pelo FDA, devido aos riscos de complicações cardíacas.

Podendo provocar também hipertensão, doenças cardíacas ou hipertrofia da próstata: tonturas, dor de cabeça, tremores e fraqueza muscular.

Doses elevadas, pode causar náuseas, dificuldade para urinar, insônia e dor no peito.


Dieta  de 21 dias