Plantas Que Curam - O seu guia de Plantas Medicinais na Internet

ERVA MOURA

Solanum Nigrum

Descrição : Da família das Solanáceas, também conhecida como solano, arachichu, maria-preta, pimenta-de-galinha. Planta herbácea anual de ate 50 cm de altura. Caule ereto, anguloso, ramificado. Folhas esparsas, pecioladas, geminadas, acuminadas, inteiras ou irregularmente lobadas, verde escuras, glabras ou pouco pilosas; Flores brancas pequenas, de 5 pétalas, agrupadas em 6 ou 10, em inflorescências axilares; O fruto é uma baga verde, negra quando madura, venenosa, amarga e nauseante.

Partes utilizadas: Partes aéreas secas.

Habitat: É encontrada em todo o mundo. É planta ruderal.

Historia: Faz parte das farmacopeias Indiana, chinesa e homeopática. Os frutos maduros são livres de solanina, princípio tóxico. As folhas submetidas ao calor também perdem as propriedades tóxicas.

Propriedades: Sedativo e emoliente.

Indicações: Utilizado para aliviar o prurido da vulva ou do ânus e para acalmar a coceira no caso de sarna, herpes ou outro tipo de erupções.

Erva Moura

Uso pediátrico: As mesmas indicações possíveis.

Uso na gestação e na amamentação: Não há informações da sua farmacocinética ou sobre seu uso nestas condições.

Princípios Ativos: Sedativo e emoliente.

Toxicologia: De sabor doce, as bagas são tóxicas, embora não causem a morte.

Superdosagem: Em caso de ingestão de grandes quantidades de folhagem fresca ou frutos verdes, com altas doses de alcaloides podem surgir sinais de irritação gástrica, enjoos, vômitos dor de cabeça. Medidas usuais para intoxicação: tratamento sintomático para vômito e cefaleia deverá ser instituído.

Posologia: Adultos: 10 a 20ml de tintura divididos em 2 ou 3 doses diárias. diluídos em água; Extrato fluido: dose máxima de 10 gotas diárias; 2g de erva seca (1 colher de sopa para cada xícara de água) em decocto até 3 vezes ao dia. com intervalos menores que 12hs; O decocto ou tintura pode ser usado extemamente em compressas e banhos; Crianças tomam de 1/6 a 2 doses, de acordo com o peso corporal.

Precauções: Evitar o uso interno da planta fresca e das sementes verdes.

Efeitos colaterais: Não há relatos dentro das doses terapêuticas indicadas.

Superdosagem: Em caso de ingestão de grandes quantidades de folhagem fresca ou frutos verde, com altas doses de alcaloides podem surgir sinais de irritação gástrica, enjoos, vômitos dor de cabeça e muito raramente, midríase. Medidas usuais para intoxicação: tratamento sintomático para vômito e cefaleia deverá ser instituído.


Ajude Plantas Que Curam a difundir a saúde pela natureza, divulgando nosso site nas redes sociais.