Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

ESPINHEIRO MARÍTIMO COMO PLANTA MEDICINAL

Hippophae rhamnoides

Descrição: Planta da família das Elaeagnaceae, também conhecida como espinheiro-cerval-marítimo e falso-espinheiro. Seabuckthorn, argousier e sanddorn.

Com níveis elevados de minerais e de vitaminas A e C, as bagas azedas são um suplemento ideal para prevenir constipações e inflamações da garganta.

Parte utilizada: Frutos.

Princípios Ativos: Ácido málico, ácido acético, ácido cítrico, ácido quínico, ácido linolênico, ácido linoleico, ácido palmítico, ácidos graxos insaturados, ácido esteárico, ácido succínico, ácido tânico, aminoácidos, arabinose, betasitosterol, carboidratos, caroteno, carotenoides, galactose, glucose, hipofaína, isorhamnetina, kaempferol, licopeno, manitol, pectina, proteínas, quercetina, sais minerais, serotonina, tanino, tocoferol, vitaminas (C, A, B1 e B2, E, K e P), xantofila.

Propriedades medicinais: Anticancerígena, anticarcinogênica, anticoagulante, anti-inflamatória, antioxidante, antiulcerogênica, hipotensora, imunoestimulante, regeneradora, sedativa.

Indicações: Queimadura, dermatite, corte, ferimento, úlcera estomacal e duodenal, câncer, doença cardiovascular, hipertensão, gengivite, doença dos olhos, convalescênça.

Infecções: Como suplemento natural, o sumo e o xarope combatem constipações, inflamações na garganta e problemas nos seios nasais.

Aterosclerose, mau afluxo de sangue na retina no olho: Rico em bioflavonoides antioxidantes, o espinheiro marítimo promove a saúde capilar e arterial quando tomado a longo prazo.

Contra Indicações e cuidados: Pode aumentar o risco de hemorragia, sobretudo quando conjugado com certas ervas ou medicação para fluidificar o sangue.

Espinheiro Marítimo

Dieta  de 21 dias