Plantas Que Curam - O seu guia de Plantas Medicinais na Internet

PROPRIEDADES DO KIWI

Actinidia chinenesis

Descrição : Da família das actinidiaceae. O kiwi e uma planta trepadeira sarmentosa , vigorosa, pilosa, que pode crescer até 9m de comprimento. As folhas são extremamente asperas e os brotos sao avermelhados. As flores são perfumadas, dioicas, cada planta com um sexo e são polinizadas por insetos. O fruto no formato de um ovo, tem uma pele marrom, peluda e a polpa e translucida, verde-esmeralda a cheia de pequenas sementes negras no centra. Seu sabor e exótico (mistura de morango e abacaxi) e ácido.

Habitat: Originário das montanhas do sudeste da China, espaihou-se pelo mundo. Seu maior produtor foi à Nova Zelãndia que lhe deu este nome aborígine de pássaro que o acompanha pelo mundo; Tem longa história de uso alimentar e medicinal.

História: O kiwi chegou ao Brasil em 1970, ao município de Campos do Jordão, São Paulo, porém a cultura alcançou maior expansão nos estados do - Paraná, santa Catarina e Rio Grande do Sul. Precisa de pelo menos 500hs de temperatura abaixo de 7,2°C.

Uso pediátrico: As mesmas indicações possíveis.

Uso na gestação e na lactação: Seu consumo é considerado seguro.

Propriedades : antioxidante, remineralizante, antilftico urinario.diurético, febrifuge e sedative

Indicação : O kiwi não tem uma indicação terapéutica específica. Mas a observação da qualidade da saúde de seus consumidores despertou o interesse de pesquisadores sobre sua atividade biológica; Antioxidante; Mineralizante; Vitaminizante; Previne a degeneração macular senil

Kiwi

Principios Ativo : Proteinas: actinidina (tiol-protease); Oleo essencial: 80 compostos, especialmente, hexenal, hexenol, etil-butirato, esteres terpenicos, geraniol, a-terpinol; Fitoalexina: acido actinidico; Acidos organicos: arjuno-lico, asiatico e 23-hidroxitormentico; Acido ascorbico; Caroteno.

Modo de Usar : No campo da Cosmiatria, a manteiga de Karité é recomendada para uso em área de pele muito sensível, sujeita à desidratação e com irritações, além de ajudar na manutenção da elasticidade da pele. É antialergênica, o que a habilita a ser usada em áreas como os tecidos das mucosas e em volta dos olhos.

Efeitos colaterais: Há relatos de alergia ao kiwi e casos de anafilaxia . São frequentes a associação da fruta com a sindrome de alergia oral - a reação começa minutes após o contato da fruta com a mucosa oro-lábil; Há relatos de dermatite de contato. E um caso de dermatite de contato com a planta num plantador que podia consumir a fruta; A pancreatite aguda subsequente a reação alérgica e rara mas há relato de um caso de ataques repetidos do quadro como consequência do consume do fruto; O kiwi pode apresentar reagao cuzada com outros alergenos vegetais, inclusive polen.

Posologia: A principal utilização do kiwi é o consumo na forma de fruta fresca ou de sucos naturais, porém pode ser utilizado como conserva, polpa desidratada ou passas, doces, bebidas alcoólicas fermentadas ou destiladas e amaciante de carnes; Pela dosagem de vitamina, 1 fruto diário é o suficiente.

Efeitos colaterais: Há relatos de alergia ao kiwi e casos de anafilaxia . São freqüentes a associação da fruta com a síndrome de alergia oral - a reação começa minutos após o contato da fruta com a mucosa oro-Iabil; Há relatos de dermatite de contato. E um caso de dermatite de contato com a planta num plantador que podia consumir a fruta; A pancreatite aguda subseqüente à reação alérgica é rara mas há relato de um caso de ataques repetidos do quadro como conseqüência do consumo do fruto; O kiwi pode apresentar reação cuzada com outros alergenos vegetais, inclusive pólen.

Superdosagem: Diarréia.

Farmacologia: A principal proteína, (é) a aetinídina, uma enzima da classe tiol-protease, é seu maior alargano. Sua atividade proteolítica é semelhante mas não idêntica à da papaína; Uma glicoprotína inibidora específica para a pectinametilesterase foi isolada na fruta. Vários componentes antimicrobianos também foram isolados em provas laboratoriais; Sua atividade farmacológica não é específica mas é interessante; Atividade antioxidante: O kiwi apresentou a maior quantidade de vitamina C numa investigação sobre o poder antioxidante de frutas comestíveis co· muns (na qual a acerola não estava incluída). O kiwi tem cerca de 1 oomg de vitamina C, a dose-médía diária recomendada; O consumo diário elevado de carotenóides está associado à redução do risco de degeneração macular senil. A recomendação tradicional é do consumo de vegetais folhosos verde-escuros; num estudo comparativo o kiwi apresentou a maior proporção de luteina e zeaxantina (os principais carotenóides no oího humano), perdendo apenas para a gema de ovo. Não há estudos específicos nem em animais nem clínicos sobre as propriedades antioxidantes da fruta. Melhora da performance: Estudo clinico - O estudo do kiwi baseado em bebidas energéticas dadas a atletas treinando em ambientes quentes foi investigada - a bebida à base do fruto aumentou o tempo de trabalho até a exaustão, a capacidade de carga e expansão do volume sangüíneo. Hematócrito do grupo usando o placebo aumentou significativamente após o exercício mas no grupo do fruto não houve alterações significativas; Baseado na excreção urinária de vitamina C, o grupo suplementado com o kiwi mostrou um status de vitamina C melhorado. Outras: Uma proteína taumatina·semelhante isolada no fruto apresentou atividade inibitória moderada contra Botrytis cinérea e leve contra Mycophaerella arachidoica, Coprinus comatus e Physalospora piricola.

Toxicologia: Seu consumo moderado por não alérgicos é seguro.




Ajude Plantas Que Curam a difundir a saúde pela natureza, divulgando nosso site nas redes sociais.

Nosso site é um serviço oferecido de forma gratuita, mais se caso você desejar contribuir com nosso trabalho, pode fazer uma doação pelo sistema pagseguro do Universo On-line.