Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

PROPRIEDADES MEDICINAIS DA LENTILHA

Lens esculenta

Uma pequena trepadeira, de origem oriental, cultivada popularmente no mundo todo, constitue um alimento rico em vitaminas e sais minerais e em muitos casos pode até substituir o feijão.

Descrição : Planta da família das Fabaceae, também conhecida como lenticela. Trepadeira anual, possui folhas penatiformes, os folíolos são minusculas; Flores pequenas, papilonaeas, brancacentas ou violáceas. O fruto e uma vagem curta com1 a 2 sementes discoides.

Parte utilizada: sementes.

História: Os restos arqueológicos mais antigos datam de 11.000 a.C. na Síria. Porem a domesticação da mesma aconteceu a partir de 5.000 a.C. na região fértil do oeste Asiático. Dai o cultivo se espalhou para o Nilo e Europa Central. A lentilha esta associada com o começo da revolução agrícola que foi iniciada com a domesticação do trigo, cevada, ervilhas e linho.

A partir da Idade do Bronze, a lentilha junto com o trigo e a cevada aparecerem como as principais culturas da civilização Mediterrânea. Na Índia, seu cultivo aparece 2.500 a.C. e no velho mundo, a lentilha atingiu sua atual importância a partir de 3.000 a.C. Na América Latina foi trazida junto com os colonizadores.

Princípios Ativos: Aminoácidos: lisina, histina, arginina, ácido aspártico, treonina, serina, ácido glutâmico, prolina, glicina, alanina, cistina, vali na, metionina, isoleucina, leucina, tirosina. fenilanina e tritofano; Enzimas proteolíticas: amilase, fosfate e fitase; Saponina: esculina; Flavonoide: kaempferol; Ácidos ferúlico e cumárico: Sais minerais: cálcio, fósforo, ferro, cloro, sódio, potássio, enxofre, iodo, magnésio, alumínio, cobre, zinco, arsênico e selênio; vitamina A. B1. B2 e C: Fibras.

Propriedades medicinais: Anti-helmíntica, antianêmica, antidiarreica, anti-inflamatória, energizante, fortalecedora, mineralizante, neurotônica, nutritiva, vitaminizante.

Lentilha

Indicações: Anemia, desnutrição, diarreia, coalescência, deficiência vitamínica, vermes intestinais, fortalecer o sistema nervoso.

Uso pediátrico: Alimento. Repositor mineral e vitamínico

Uso na gestação e na lactação: Como alimento. Não há estudos sobre sua farmacocinética nestas condições.

Efeitos colaterais: Como nutriente rico em metal, deve ser usada dentro das doses prescritas.

Posologia: Como alimento, cozida: a vagem verde é usada como verdura. Usa-se farinha de lentilha misturada com farinha de outros cereais; Cataplasma das sementes cozidas é útil nas parotidites; O decocto de 1 colher de sopa de sementes (5g) é usado em enterites e gastrenterites.

Superdosagem: O consumo excessivo de selênio pode causar queda de cabelos, enfraquecimento das unhas e alterações no esmalte dentário.

Farmacologia: O selênio, ao contrário dos outros metais, é essencial à saúde humana; Há evidências de que o Selênio está relacionado com a descoloração da pele e alguns problemas psicológicos e gastrintestinais; Atua com a vitamina E protegendo as células contra danos oxidativos, especialmente a oxidação do LDL - colesterol.

Catalisa as reações do mecanismo intermediário. e inibe o efeito tóxico dos metais pesados. Atua como elemento protetor em doenças crônicas como a arteriosclerose, câncer, artrite, cirrose e enfisema; Retarda o envelhecimento. combate a TPM, preserva a elasticidade dos tecidos, previne o câncer e neutraliza os radicais livres: Em homens, aumenta a potência e a libido e repõem o selênio perdido com o sêmen; Desconfiava-se de seu papel essencial, a descoberta chinesa da ação do selênio para curar a doença de Keshan, uma cardiopatia infantil esclarece definitivamente a importância; em regiões onde há carência de selênio no solo, aparecem cardiopatias e alguns tipos de câncer; Há evidências de que o Selênio está relacionado com a descoloração da pele e alguns problemas psicológicos e gastrintestinais.

Apresenta-se diminuído os cabelo de pessoas intoxicadas por metais pesados (especialmente cádmio e mercúrio) e em condições associadas a aumento de oxi-radicais : arteriosclerose, diabetes mellitus, doenças de autodepressão , catarata, imunodeficiências, envelhecimento e neoplasias. Tem sido usado na terapia antioxidante destas patologias, o selênio quelado (orgânico), associado a outros antioxidantes como Vitamina C, Vitamina E, caroteno e flavonoides (Ex .. rutina).

O selênio baixo no cabelo é frequente em regiões onde o solo é pobre neste mineral; As necessidades diárias deste mineral são de 50 a 200 microgramas. As principais fontes são os frutos do mar, as vísceras, alho, cebola, cereais Integrais (especialmente a lentilha), cogumelo, lêvedo, brócolis, castanha do Pará e ovos.

Toxicologia: Como nutriente rico em metal, deve ser usada dentro das doses prescritas.


Dieta  de 21 dias