Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

BENEFÍCIOS MEDICINAIS DA LICHIA

Litchi chinensis

Árvore frutífera de origem oriental, que se adptou bem ao nosso clima e cultura, seu chá é usado para combater a diarreia.

Descrição : Planta da família das Sapindaceae, também conhecida como lichia. Árvore subtropical com até 12 m de altura, grande longevidade, belo porte, muito ornamental. Folhas verde escuras, oblonga agudas, permanentes. As flores são miúdas, insignificantes. Os frutos produzem em belos caches de 15 a 22 frutos. A casca e rugosa e de cor vermelha e fácil de ser destacada. A polpa e gelatinosa, translúcida, sumarenta, sabor doce e exótico, lembrando ao de uva Itália e não e aderente ao carogo. Consumidas ao natural, em sucos, compotas e passas; Em muitos países e considerada a rainha das frutas. Perfeitamente adaptada as condições de clima do Estado de São Paulo. O Brasil tem condições de dominar o mercado mundial.

Habitat: Originária da China onde e considerada a fruta nacional,

História: A disseminação da cultura da lichia aconteceu recentemente, sendo que na séculos vem sendo cultivada na China, região de origem, de onde foi levada para a Índia e outras regiões. Atualmente, os maiores produtores são China, Tailândia, Índia, Estados Unidos (Florida e Havaí) e Nepal.

Princípios Ativos: ácido nicotínico, cálcio, carboidrato, fósforo, ferro, fibra, gordura, potássio, proteína, riboflavina, sódio, tiamina, vitamina C.

Propriedades medicinais: antiescorbútica, antitérmico, antitussígena, diurética.

Indicações: em quantidade moderada: tosse, dor de estômago e de tumor.

Lichia

Uso pediátrico: Alimento.

Uso na gestação e na lactação: Alimento.

Posologia: Até o momento. a sugestão encontrada é o consumo da fruta fresca, como suco ou em compotas.

Farmacologia: 15% do peso da fruta fresca, é composto por seu pericarpo que contém flavonoides muito significativos: flavonóis e antocianinas. Os principais são a procianidina B4. procianidina B2 e epicatequina. As antocianinas importantes são: cianindina-3-rutinosi-deo, cianidina-3glucosideo, quercetina-3-glucoside: Os flavonóis a antocianinas da lichia exibem potencial anti-oxidativo alto: Além da atividade anti-oxidativa, a polpa da lichia exerce um efeito inibitório - dose e tempo dependente, sobre o câncer de mama humano; Essa atividade pode ser atribuída, em parte, à sua inibição sobre a proliferação e indução a apoptose das células cancerosas através alteração de vários genes: Além do mais, várias atividades anticancerígenas são observadas na epicatequina, procianidina B2, procianidina B4 e frações de etil-acetato dos extratos da polpa da lichia; A procianidina B4 e a fração do etil-acetate mostrou forte efeito inibitório na proliferação HELF e MCF7; Este e outros estudos semelhantes sugerem que os flavonoides da lichia podem ser potencialmente úteis em alimentos funcionais e/ou drogas anticâncer de mama.


Dieta  de 21 dias