Plantas Que Curam - O seu guia de Plantas Medicinais na Internet

BENEFÍCIOS DO LIMÃO TAITI

Citrus Aurantifolia

Descrição : Planta da família das Rutaceae. Outras espécies de Limão com usos similares: Citrus limonia (L.) Osbeck (limão-cravo), Citrus limon (L.) Burm. f. (limão-siciliano). Também conhecida como limão-taiti, limão, limoeiro, lima-ácida, lime. Trata-se fruto redondo, pequeno e muito suculento. Apresenta casca fina e lisa, de cor verde ou amarela-clara. A polpa tem de cinco a seis sementes, é rica em suco e de sabor ácido, porém agradável; Bastante comum nos quintais do nordeste e centro-oeste brasileiro, onde a produtividade de frutos por pé é exuberante. A planta é de porte médio e produz muito o ano inteiro. Até recentemente era um limão muito popular, mas seu consumo foi substituído pelo limão Tahiti.

Parte utilizada: Folhas, frutos (casca e suco).

Princípios Ativos: felandrina, hidrocarbonetos terpênicos, limonina, óleo essencial ((limoneno), ácidos orgânicos (cítrico e málico), bioflavonóides (hespiridina), pectinas, vitamina A (retinol), vitamina B1 (tiamina), vitamina B2 (riboflavina), niacina), sais minerais (potássio, fósforo, ferro, cálcio, sódio, magnésio, enxofre, cloro), vitamina C (ácido ascórbico).

Propriedades medicinais: Adstringente, alcalinizante, antianémica, antibiótica, antidepressiva, antiemética, antiescorbútica, antiespasmódica, antiinflamatória, anti-séptica, antitérmica, aperiente, bactericida, clareador da pele, depurativa, diaforética, diurético, expectorante, refrescante, sedativa, sudorífera, tônica estomacal, vermífuga, vitaminizante.

Indicações: Acidez estomacal, afecções das vias biliares, amidalite, acidez gástrica, acne, amigdalite, artrite, ascite, asma, arteriosclerose, astenia, azia, caspa, câncer, cirrose, colesterol, colelitíase, desarranjos intestinal, diabetes melito, diarréia, difteria, dispepsia gotosa, disenteria, doenças do fígado, doenças da bexiga, doenças do coração, escorbuto, enjôo, envenenamento (soda e potassa), enxaqueca, escorbuto, estomatite, excesso de bílis, favorecer o aproveitamento do ferro, faringite, febre, febre tífica, feridas, fermentação gastrointestinal, gota, gripe, gastroenterite, hidropisia, hipertensão arterial, icterícia, impaludismo, impurezas no sangue, infecções em geral, inflamações em geral, linfatismo, naúseas, nefrite, nefrolítiase, nevralgia, obesidade, pedra nos rins, piorréia, pirose, previnir tosse, resfriado, reumatismo, soluço, tifo, tuberculose, úlceras em geral.

VEJA TAMBÉM EM NOSSO SITE :

Formulação Caseora de Pirão de limão.

Receita Caseira de Suco de limão.

Formulação Caseira de Sumo do limão.

Contra-indicações/cuidados: aplicado externamente, não se deve expor a pele ao sol, pois queima e provoca manchas escuras; a aromaterapia com óleo de limão é contra-indicada para diabéticos; desaconselhada para quem tem pressão baixa. Em doses elevadas é convulsivo, provoca tremores, delírio e vertigens. Na aromaterapia, o óleo essencial de limão usado em altas doses, por longos períodos de tempo, pode causar hipertensão arterial.

Limão Taiti

Modo de usar:

- suco ou refresco de limão (limonada), coquetéis, sorvetes, caipirinha, temperar carnes, peixes, frutos do mar, aves, saladas e molhos;

- casca, em pedaços ou em raspas, condimento aromático ou matéria-prima essencial para doces, compotas, pudins, tortas, balas, cremes, recheios, suspiros, caldas etc., conservas em calda ou em compotas;

- 2 gotas de limão e 1 colher (sobremesa) de óleo de amêndoas e 2 colheres (sopa) de açúcar: esfoliante natural para as mãos e os joelhos (os terpenos do limão ajudam a clarear as manchas e os cristais pentaédricos do açúcar removem células mortas;

- suco do limão misturado a açúcar e água em ceras de depilação caseiras;

- óleo essencial de limão na aromaterapia estética: prevenir varizes e a eliminar acne de peles oleosas;

- óleo essencial na perfumaria: para cabelos oleosos e claros (limpar, remover a oleosidade e eliminar resíduos de géis, mousses, aerosóis e laquês). Pode ser misturado a um xampu neutro e aplicado uma vez por semana nos fios.

- óleo essencial: formulação industrial de xampus, sabonetes, produtos de higiente bucal, cremes e óleos;

- óleo essencial de limão na aromaterapia: anemia, astenia, arteriosclerose, congestão hepática, dispepsia, doenças infecciosas, doenças da pele, falta de apetite, flatulência, hipertensão, hiperviscosidade do sangue e reumatismo;

- xarope ou extrato fluido de limão: expectorante, fluidificante, combater secreção catarral; xarope caseiro com mel, tem a mesma aplicação;

- suco de limão em gargarejos: inflamações na boca e na garganta; - suco de limão decocção: malária; - decocção de 1 limão cortado e rodelas bem fervido, 1 xícara 3 a 4 vezes ao dia;

- Meio limão num copo de água morna tomado em jejum: regimes de emagrecimento;

- cura pelo limão: durante 19 dias tomar o suco de limão, começando pelo suco de uma unidade. No segundo dia de dois limões e assim sucessivamente até atingir no décimo dia 10 limões. A partir daí ir diminuindo um por dia até que termine o tratamento no 19º dia tomando o suco de um limão;

- uso externo, sumo do limão misturado com açúcar, até formar uma pasta, é ótimo no tratamento da acne, da pele cansada e da oleosidade excessiva;

- uso externo, o sumo serve para clarear as mãos e amaciar as cutículas endurecidas, na cabeça, ele diminui a oleosidade do couro cabeludo e elimina a caspa; - a casca, as folhas e as flores do limoeiro são usadas em chás e xaropes.




Indique nosso site para um amigo.