Plantas Que Curam - O seu guia de Plantas Medicinais na Internet

MARAVILHA

Mirabilis jalapa

Descrição : Plantas da família das Nyctaginaceae. Também conhecida como bonina, boas-noites, belas-noites, boa-morte, beijos-de-frade, jalapa-falsa, jalapa-do-mato e quatro-folhas. Herbácea anual, de caule ereto, dicótomo, nodoso, articulado e de cor avermelhada. A raiz grossa e carnosa, e perene, de cor branca por dentro e escura por fora. as folhas são opostas, pecioladas e membranáceas. As flores vistosas, de coloração variada, são amarelas, brancas ou vermelhada e nascem nas partes terminais dos ramos, com florescimento no verão. A principal característica é que suas flores se abrem após o por-do-sol. O fruto é rugoso e de cor escura, semelhante à pimenta-do-reino. O plantio é feito por sementes, não tendo preferência quanto ao slo, mas necessita de clima quante e seco. É uma planta muito ornamental e subspontânea no Brasil. A maravilha cresce de 1 a 1 ,5 metros de altura e uma característica é que abre-se às 4 horas e fecha-se pela manhã, tem pertume adocicado.

História: Cultivada como ornamental em todo o mundo tropical. Seu nome mirabilis alude à beleza de suas flores. Foi descrita pela primeira vez em 1753.

Colheita : A colheita das raízes é efetuada quando do desapareciemnto da parte aérea.

Origem : É nativa do México, Chile ou índia.

Modo de conservar : As raízes devem ser secas ao sol, em local ventilado e sem umidade. armazenar em sacos de papel ou de pano. As folhas e as flores devem ser utilizadas frescas.

Indicações: Afecção hepática, chagas, cicatrização, cólica, contusão, escoriações, ferida, herpes, leucorréia, mancha na pele, sarda, verme e DST.

Princípios ativos : Triterpenos; Proteinas; Flavonóides, Alcalóides; Esteróides; Principais compostos: alanina, a-amirina, arabinose, betaamirina, ácido betaâmico, betanina, brassicasterol, betasitosteróis, 2-carbosiarabinitol, campesterol, daucosterol, d-glucano, dopamina, hexacosano1-ol, indicaxantina, isobetanina, 6-metoxiboeravinona C, metilabrisiflavina, proteínas antivirais da mirabilis, peptídeos, miraxantinas, n-dotriacontano, n-hentria, n-hexa, n-nona, n-octa, n-hepta, n-tetra, triacontano, n-pentatriacosano, n-tetratiaconano, n-tricosano, ácido oleanólico, estigmasterol, ácido tartárico, trigonelina, triptofano, ácido ursólico e vulgaxantina.

Contra-indicações/cuidados: Não utilizar sementes e raízes são venenosas, devido a substâncias neurotóxicas..

Modo de Usar :

Afecções da pele, pruridos, eczemas, erisipela e coceiras; contusões : em um pilão, coloque 2 colheres de sopa de folhas e flores e amasse, até formar uma pasta. espalhe sobre a gaze ou pano e aplique nas partes afetadas, cubra com outro pano e deixe agir durante a noite toda.

Vermes, lombrigas e oxiúros : em um pilão, coloque 1 colher de sobremesa de raiz fatiada e 1 colher de sopa de açúcar. Amasse bem e adicione 1 xícara de chá de água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome 1 xícara de chá de manhã em jejum. Repita o tratamento a cada3 dias, e verifique as fezes, para controle.

Feridas; afecções da pele, coceiras, urticária, pruridos, eczemas e eripselas; contusões: coloque 2 colhres de sopa de folha e flores picadas em 1 xícara de chá de água em fervura. Deixe ferver por 5 minutos e coe. Aplique nos locais afetados, com um chumaço de algodão, 2 vezes ao dia.

Maravilha




Ajude Plantas Que Curam a difundir a saúde pela natureza, divulgando nosso site nas redes sociais.

Nosso site é um serviço oferecido de forma gratuita, mais se caso você desejar contribuir com nosso trabalho, pode fazer uma doação pelo sistema pagseguro do Universo On-line.