Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

PIMENTA DO BREJO

Polygonum persicaria.

Descrição : Planta da família das Polygonaceae, também conhecida como pimenta-d’água, pimenta-do-brejo, persicária, capiçoba, cataia, curage, acataia, capitiçoba, capitiçova, potincoba.

Parte utilizada: caule, folha, flor, fruto.

Princípios Ativos: ácidos fórmicos (acético, valeriânico, málico), açúcares, antraquinonas livres, fitosterina, flavonoides: quercetina (canfenol, luteolina), pelagonidina, saponinas, taninos .

Propriedades medicinais: Adstringente, antirreumático, anti-inflamatório, cicatrizante externo, diurético, estimulante, hemostático, sedativo, tônico, vasoconstritor.

Indicações: Afecções urinárias, amenorreia, congestão cerebral, delírio psiquismo de velhos, diarreia, eczema, erisipela, estancar hemorragias, favorecer a coagulação do sangue, febres, fragilidade capilar, hemorroidas, infecções intestinais, memória, nós varicosos, reumatismo, retenção urinária, varizes, verminose.

Contraindicações/cuidados: gestantes e crianças. Apresenta efeito emenagogo e abortivo.

Modo de usar:

- infusão de 10 g da planta seca em 1 litro de água. 1 a 2 xícaras ao dia;

- Suco das folhas frescas: 3 gotas diluídas em 1 colher de água, de 2 em 2 horas para febre perniciosa;

- Tintura: 1 colher de sobremesa de 8 em 8 horas; - Extrato fluído: 1 a 2 gotas por dia;

- Uso Externo:

- folhas frescas: estancar hemorragias; Clisteres para hemorroidas: 20 g em 1 litro de água; Banhos em erisipela: 30 g em 1 litro de água, duas vezes ao dia.

Pimenta do Brejo

Dieta  de 21 dias