Plantas Que Curam - O seu guia de Plantas Medicinais na Internet

ROSA-MOSQUETA, CONTRA MANCHAS E ESTRIAS.

Rosa canina.

Descrição : Planta da família das Rosaceae, também conhecida como rosa-mosqueta, rosa-selvagem, rosa-silvestre, rosa-de-cão, rosa-primitiva.

Planta semelhante às outras espécies de rosa, diferindo apenas e basicamente na flor, é sempre rosada e tem poucas pétalas. A planta em si é mais rústica e mais ramosa.

Habitat: É natural da Ásia, como a rosa galica e destas duas descendem todas as espécies cultivadas hoje, mais de 2500.

História: Foi trazida para o Chile pelos conquistadores espanhóis, hoje cresce espontaneamente nas encostas dos Andes. Se uso medicinal data da Roma antiga. É encontrada no Brasil como ornamental, sendo os países andinos os maiores produtores do óleo.

Parte utilizada: óleo extraído das sementes.

Princípios Ativos: acetaldeído, ácido ascórbico, ácido t-retinóico, ácido quínico, ácidos orgânicos, aminoácidos, antocianinas, benzaldeído, caroteno, citral, citronelol, eugenol, licopeno, metil-éster, quercetina, quercitrina, pectina, rubixantina, sais minerais, saponina e tanino.

Propriedades medicinais: Adstringente, antiescorbútica, aromática, calmante, cicatrizante, diurética, emoliente, queratolítica, Tônica.

Indicações: cicatriz hipertrófica e hipercrômica, queimadura, queloide, regeneração da pele, prevenção de estrias principalmente em gestantes, tratamento de pele danificada por tratamento radioterápico, queloides, cicatrizes grossas, sardas, resfriados, queimaduras, diarreia.

Contraindicações/cuidados: Pele acneica, o óleo, podem ocorrer reações alérgicas e irritações.

Posologia: 3g de cascas do fruto secas ( 2 colheres de chá para cada xícara de água) em decocto para uso interno; As cascas frescas podem ser adicionadas a sucos e outros alimentos; O óleo é utilizado na conservação da textura da pele devido a sua propriedade emoliente, lubrificando e mantendo a hidratação natural.

Precauções: Evitar seu uso em pacientes com pele acneica, pois seu efeito nutritivo pode agravar o quadro. Recomenda-se uso noturno do óleo para evitar fotossensibilidade.

Efeitos colaterais: Pessoas sensíveis podem apesentar reações alérgicas que desaparecem com a suspensão do uso; O óleo pode causar fotossensibilidade.

Superdosagem: Concentrações elevadas de ácido retinoico podem causar obstrução dos poros.

rosa mosqueta

Farmacologia: O teor de vitaminas e sais minerais da rosa mosqueta justifica seu emprego como promotora da imunidade e nas infecções do trato respiratório; Sua ação sobre o metabolismo renal torna-a excelente diurético; Os ácidos orgânicos e a pectina respondem por sua ação laxante; Seu grande valor são os ácidos graxos insaturados que exercem notável ação regeneradora sobre a pele e tecidos em geral. A presença de ácidos graxos é indispensável na síntese de prostaglandinas e estas tem papel fundamental no metabolismo e bioquímica do tecido epitelial; O ácido transretinóico atua sobre os fibroblastos da derme, aumenta a angiogênese e acelera a migração dos queratócitos do extrato basal para as camadas superiores.