Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

SILVA

Rubus fructicosus

Descrição : Planta da família das Rosáceas, Também arbusto ramoso e de caules sarmentosos, até 5m de altura, angulosos e armados de fortes espinhos recurvados; suas folhas são compostas de 3-5-7 folíolos ovais, agudos serrados, verdes e glabros na página superior e pubescentes ou toconosos na inferior, pecioladas; suas flores são róseas ou brancas, bem grandes, singelas ou duplas, dispostas em racimos terminais, raras vezes sobre o caule; seu fruto subgloboso, comestível, são pequenas bagas pretas, luzidias, inseridas sobre receptáculo comum. Sua raiz e folhas são tônicas e adstringentes, úteis contra as anginas, estomatites, diarreia crônica, flores brancas e hemoptises, disenteria, servindo ainda para loções tônicas. As folhas contém tanino e albumina vegetal. Existem outras variedades.

Origem : É planta originária da Europa, mas introduzida e largamente cultivada no Brasil. Na França tem os seguintes nomes:  Moule, Mure de Rènard e Ronce Noire.

Amora Silvestri

Parte utilizada: Toda a planta.

Propriedades medicinais: hemostática.

Indicações: Diabetes

Modo de usar: Gargarejo da decocção das folhas, de um xarope de frutas : 800 gramas de folhas em decocção, 10 % de xarope de frutas, 200 gramas de mel, mistura-se com os botões, folhas e ramos tenros.

Para obter o xarope cozinhar o suco das amoras até obter a consistência de xarope, misturar com açúcar até obter o dobro de seu peso.


Dieta  de 21 dias