Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

TAIOÁ

Trianosperma tayuya, Martíus.

Descrição : Planta da família das curcubitaceae, também conhecida como cabeça de negro, taiuiu, taioá, taiuá de fruto encarnado. Cipó trepador, raiz tuberosa, esponjosa, amarelada de epiderme escura. Folhas simples, ovadas, inteiras. Fruto vermelho.

Habitat: É comum em vários estados do Brasil.

História: Planta de uso das populações indígenas para tratamento da dor e para neutralizar o veneno de cobras. Em algumas regiões do país é chamada pelo mesmo nome de outra espécie do mesmo gênero, com muitas semelhanças morfológicas e com as mesmas indicações populares, a Abóbora d'anta.

Partes utilizadas : Raiz.

Indicações e usos: Obesidade: como auxiliar em regimes de emagrecimento, especialmente em casos de constipação; Edema peri-menstrual: como diurético em edemas importantes e regulador do ciclo em oligomenorreia; Constipação intestinal: como laxante; Artralgias e mialgias: como anti-inflamatório em doenças reumáticas.

Uso pediátrico: Em dores nas cartilagens de conjugação e em enfermidades da pré-adolescêncta como a Epifisiólise.

Contraindicações: Em diarreia crônica.,

Posologia: Adultos: 10 a 20ml de tintura divididos em 2 ou 3 doses diárias, diluídos em égua; 2g de erva seca (1 colher de sopa para cada xícara de água) de raízes em decocto até 3 vezes ao dia, com intervalos menores que 12hs; Crianças: posologia por peso corporal: 0,4ml/Kgydia com intervalos menores que 12h.

Precauções: Em pacientes com história de diarreia frequente.

Abiú

Efeitos colaterais: Aumento do número de evacuações ou diarreia pastosa em intestinos com tendência à diarreia.

Princípios ativos: flavonoides: datiscentina, robinetina; Triterpenos: trianospermina, trianospermitina; Resinas vegetais; Amido; Ácidos orgânicos: ácido málico.

Farmacologia: Muito rica em flavonoides que, exibiram em ensaios farmacológicos exibiram ação anti-inflamatória e diurética.

Resumo Clínico: Usos etnofarmacológicos: diurética, anti-inflamatória, antirreumática, antitóxica para veneno de cobras do gênero Crotallus, analgésica, tônica, antissifilítica, e há um relato clínico de excelente resposta terapêutica durante uma epidemia de cólera.


Dieta  de 21 dias