Plantas Que Curam - O seu guia de Plantas Medicinais na Internet

TIRIRICA DO BREJO

Cyperus rotundus

Descrição : Planta da família das Cyperaceae. Também conhecida como junça, hamassuguê, capim-dandá, cebolinha, erva-côco, junça-aromática, tiririca-comum. Produz pequenos tubérculos de alto poder regenerativo ricos em fitormônios, sendo usado inclusive na produção de mudas de outras plantas por estaqueamento. É uma erva daninha de difícil controle no campo, quer seja por controle mecânico ou mesmo por herbicidas. É uma planta herbácea com porte entre 15-50 cm nas condições brasileiras. Pelo intenso desenvolvimento de cadeias de pseudo-tubérculos no solo formam-se clones de considerável tamanho. Dos bulbos basais e tubérculos de tiririca formam-se extensos sistemas de rizomas que se desenvolvem horizontalmente e verticalmente que podem se aprofundar até 40 cm.

Parte utilizada: Rizomas (sem as raízes filamentosas).

Habitat: Originária da índia, é uma invasora cosmopolita, muito disseminada no Brasil.

História: A agressividade e persistência da planta lhe dão fama. Faz parte das farmacopéias ayurvédica e Chinesa.

Origem : Índia.

Princípios Ativos: Macalóides; Flavonóides: frutose e glicose; Açúcares: teidos graxos: ácidos linoleico, linolênico, oleanolico, oleico; Óleo essencial: canfeno, copaeno, limoneno, ipereno; Sais minerais: cálcio, magnésio, manganês; ectina; Polifenóis; Fitosteróis; Principais componen-35:1,8-cineol, 4a, 5a-oxidoeudesm-11-eno-3- a-ol, a-iperono, a-rotunol, 13-ciperono, B-pineno, (3-rotunol, l-selineno, ciperono, ciperol, ciperolono, ciperotun-lono, D-copadieno, D-poxiguaieno, gama-cimeno, jociperol, isocobusono, cobusono, mustacone, áci-o mirístico, ácido oleanólico-3-O-neohesperidosídeo, p-cimol, patchuleno, rotundeno, rotundenol, rotundona, selinatrieno, sitodterol, ácido esteárico, sugeonol, sugetriol.

Propriedades medicinais: balsâmica, diaforética, estimulante, adstringente, vermífuga, antiblenorrágica, antiinflamatória, fortificante, antidiarréica, emenagoga, antidispéptica, anti-sifilítica, afrodisíaca, infecções urinária, inflamação.

Indicações: infecção urinária, inflamação, dores abdominais, dismenorréia, gastralgia, dispepsia, náusea, vômitos.

Uso pediátrico: As mesmas indicações possíveis

Uso na gestação e na lactação: Contra-indicada, por seus efeitos emenagogos.

Contra-indicação: Gravidez.

tiririca do brejo

Farmacologia: A planta tem sido estudada por pesquisadores indianos e suas indicações foram comprovadas em estudos laboratoriais.

Modo de usar: 8 a 12g/dia, na forma de decocção, em tintura, pó ou em pílulas.

Posologia: A pasta das batatas da tiririca aplicada sobre as têmporas e demais regiões doloridas é analgésica; A mesma pasta é usada em afecções da pele; O decocto das batatas, 50g frescas ou 30g secas, para cada litro de água, para banho nos pruridos da vagina e da vulva; O decocoto de 10g de batatas frescas ou 5g de batatas secas, geralmente associadas a outras medicinais como gengibre e cravos, mel, para asma e de mais afecções respiratórias; O infuso da planta inteira ou cápsulas da planta inteira em pó são vermífugos.





Ajude Plantas Que Curam a difundir a saúde pela natureza, divulgando nosso site nas redes sociais.

Nosso site é um serviço oferecido de forma gratuita, mais se caso você desejar contribuir com nosso trabalho, pode fazer uma doação pelo sistema pagseguro do Universo On-line.