Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

TREVO DOS PRADOS

Trifolium pratense

Descrição : Planta da família das Fabaceae, também conhecida como trevo-vermelho.

Tradicionalmente visto como uma erva "quente" e "seca", o trevo-dos-prados tem flores densas vermelhas; na Idade Média, pensava-se que estas representavam o seu valor enquanto depurativo do sangue. Tomado para a toxicidade crônica, é um remédio importante para problemas de pele como acne, furúnculos, eczema e psoríase.

Parte utilizada: Flores.

Princípios Ativos: ácidos orgânicos, açúcar, derivados cumáricos, fitoestrógenos, glicosídeos cianogênicos, isoflavonoides, mucilagem, óleos essenciais, proteínas, tanino.

Propriedades medicinais: antiespasmódica, expectorante, vulnerária.

Indicações

Toxicidade crônica : É um laxante leve, desintoxicando melhor cm problemas de pele e glandulares ligados a obstipação crônica. Seguro para crianças com problemas de pele ligeiros ou glândulas inchadas devido a inflamação da garganta, atua melhor se se começar com doses pequenas. Conjuga-se bem com outros remédios, como a equinácea (Echinacea spp.).

A sua ação anticancerígena não está provada, mas a sua capacidade de limpar o sistema linfático sugere que pode ter um papel de adjuvante de ervas como a labaça-crespa (Rumex ciispm). Funciona bem com ervas como a maravilha (Calendula officinalis) para aliviar seios inchados e doridos, mas os extractos concentrados não se devem tomar durante a gravidez e a amamentação.

Problemas respiratórios : Tradicionalmente dado às crianças para tosse congestionada e respiração asmática, o trevo-dos-prados pode ser útil em problemas respiratórios, sobretudo se conjugado com tomilho (Ttymus vulgaris).

Em tisana quente adoçada com mel, essa combinação de ervas ajuda a aliviar tosse crônica e irritativa e pode ser útil, juntamente com medicação convencional, para problemas como bronquite e asma brônquica.

O trevo-dos-prados também tem sido usado para tratar suores noturnos ligados a infecção respiratória e circulação.

Contudo, os extratos concentrados são muito diferentes das preparações com ervas típicas e devem ser vistos como produtos à parte, com áreas de ação distintas. Dado o nível elevado de fitoestrógenos, é aconselhável tomar os extractos concentrados de isoflavonas no máximo até 3 meses.

Trevo dos Prados

Sintomas da menopausa : Os extratos concentrados de isoflavonas, fortemente estrogênicos, vendem-se sem receita como alternativa à terapia hormonal de substituição. Podem ser úteis para aliviar os sintomas da menopausa geralmente associados ao baixo nível de estrogênio, tais como acessos de calor, suores noturnos, dores de cabeça e sono fraco. Devido aos níveis elevados de isoflavonas, os extractos concentrados também têm ação anti-inflamatória e favorecem a saúde do coração e da de cada vez. Sendo necessário o uso repetido, consulte um profissional.

Outros usos : A tisana dá uma loção boa para lavar feridas persistentes, pele inflamada c picadas de insectos inchadas. As flores podem ser fervidas, coadas e aplicadas ainda quentes, como cataplasma, sobre glândulas inchadas e doridas.

Contraindicações/cuidados: Raramente, pode causar dores de cabeça ou erupção cutânea. Não tome
extratos concentrados na gravidez e amamentação.

Trevo dos Prados
Curiosidade : Há muitas histórias e mitos relacionados com o trevo. Talvez o legado mais duradouro desses mitos seja o naipe de"paus", que dizem ser parecido com a folha de um trevo. A folha parece-se com a maça trilobada de Hércules, cujo nome em latim (clava trinodis) terá dado origem à palavra inglesa clover (trevo).




Dieta  de 21 dias