Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

VIDEIRA

Vitis vinifera

As uvas têm propriedades adstringentes, laxantes e tonificantes e são quase universalmente recomendadas para convalescenças, flores e uvas são as prendas que se oferecem aos doentes e enfermos. Tradicionalmente, as uvas usam-se para baixar a febre c, como parte de uma cura de uvas, para promover a depuração dos tecidos.

Descrição : Planta da família das Vitáceas. Planta perene, trepadeira, com tronco marrom acinzentado, lenhoso, friável, retorcido, ramos flexíveis e folhas grandes e repartidas em 5 lóbulos pontiagudos; As flores são cachos esverdeados, crescem ao longo dos ramos e produz a fruta chamada uva. Estas frutas existem em uma variedade de cores, incluindo preto, azul, dourado, verde, vermelho, branco e roxo. Cada planta pode produzir de 6 a 300 cachos; Determinados compostos flavonoides presentes na variedade da uva roxa possuem ações benéficas não observadas em outras variedades. Além dos tipos de uvas listados acima, ainda existem as variedades híbridas francesas que foram desenvolvidas especialmente para a fabricação do vinho. A uva é nativa do sul da Europa e da Ásia ocidental, O suco de uva é o líquido produzido das uvas amadurecidas. São passados através de um separador, para remover a pele, o caule, às sementes, e a polpa. O suco então é tratado e pasteurizado.

Habitat: Nativa da Ásia e Mediterrâneo, são cultivadas em regiões temperadas quentes no mundo inteiro.

Histórias: As folhas da uva são visíveis em fósseis que datam de épocas pré-históricas. A uva começou a ser cultivada na Ásia ocidental antes do ano 5000 a.C. e são mencionadas nas escrituras bíblicas e presentes em pinturas de túmulos que datam de 2375 a.C.; Em 1532 foi introduzida no Brasil. Em 1635, os jesuítas trouxeram uvas espanholas ao México; Em 1652, Cichorium Culpeper recomendou o uso de uvas como um colutório; Em 1927, o médico A M. Liebstein mencionou que as uvas são benéficas para condições dispépticas e febris, doenças do fígado e do rim, tuberculose, hemorroidas, veias varicosas, osteomielite, gangrena e câncer; O livro A cura pela Uva de 1928 por Johanna Brandt aclama que a cura do câncer abdominal da autora.

Partes Utilizadas : Folhas e frutos

Propriedades : anti-inflamatórias, tonificantes, descongestionantes, reguladoras e estimulantes das glândulas de secreções. Têm ação colagoga, fortalece a circulação e estimulam os centros nervosos.

Indicações :

Artritismo, gota, hipertensão, excesso de colesterol, doenças renais, obesidade, hemorroidas, afecções do fígado, anemia, esgotamento físico, astenia, stress, etc.

Tônico circulatório : Os efeitos benéficos do vinho tinto para o coração e a circulação são famosos, embora o sumo de uva preta possa ser tão bom, se não melhor. Estão provadas as propriedades antioxidantes dos pigmentos vermelhos das uvas pretas. Tal como o mirtilo (Vacariam myrtitbis) e o pinheiro-bravo (Knus marítima), o extrato das grainhas tem uma forte ação anlioxidante nos tecidos sob esforço, aumentando os níveis de vitamina C nas células e fortalecendo os vasos sanguíneos, sobretudo as artérias pequenas. É um ótimo suplemento em problemas crônicos de circulação, sobretudo na iterosclerose (deposição de gordura nas artérias), doença /vascular periférica, incluindo formação fácil de hematomas, varizes e neuropatia periférica associada a diabetes.

Fígado e rins preguiçosos : Uma cura de uvas, um regime neuropático depurativo em que, durante alguns dias, só se come uvas, ajuda a desintoxicar o corpo, sobretudo em casos graves de falta de saúde.

Embora não seja adequada para toda a gente, uma cura de uvas pode melhorar a saúde e a vitalidade quando o fígado e os rins são preguiçosos. Faça só por conselho de um profissional.

Uso pediátrico: A uva é segura para o uso como alimento. Uso na gestação e na lactação: A uva é segura pra o uso como alimento. Uma dosagem acima daquela encontrada em alimentos deve ser evitada por gestantes e lactantes, pois a segurança e a eficácia do uso de doses altas não foram investigadas nestas condições.

Princípios Ativos : taninos , flavonoides e pigmentos antociânicos.

uva

Farmacologia: O suco de uva contém altas quantidades de cromo, um mineral que faz parte do fator de tolerância da glicose, que trabalha com insulina para promover a utilização do açúcar; A atenção centrou-se sobre o suco de uva tinto e seus efeitos benéficos na saúde cardíaca.

Determinados flavonoides no suco de uva e no vinho tinto podem ser responsáveis pela prevenção da formação de coágulos de sangue prejudiciais ao coração.

A aspirina é usada com a mesma finalidade, mas seus efeitos contra a agregação das plaquetas são anulados pela a adrenalina, que é liberada em situações de estresse.

Os flavonoides da uva não são afetados pela a adrenalina, e assim ainda podem impedir a formação de coágulos mesmo em situações de estresse; Um relatório antigo demonstra que a agregação das plaquetas e a produção de trombina são reduzidas pelo suco de uva e pelo vinho tinto.

Entretanto, o estudo sugere que o álcool etílico contido no vinho seja o fator anti-agregante dominante devido a sua habilidade maior em impedir a agregação das plaquetas em comparação com o suco de uva; O suco de uva possui propriedades antivirais marcantes in vitro contra o poliovírus e herpes simples.

Os taninos podem ser responsáveis para estes efeitos; O componente ácido cafeico mostrou-se capaz de impedir o câncer nos animais de laboratório. As uvas são nutritivas e suavemente laxantes, oferecendo uma ação benéfica ao trato gastrintestinal e ao fígado.

As folhas da uva rosada são conhecidas por ser adstringentes e anti-inflamatórias. As folhas e uvas vermelhas são usadas no tratamento das varizes, das hemorroidas e da fragilidade capilar; A habilidade do suco de uva puro em retardar o início da oxidação, de reduzir a atividade das plaquetas, e de aumentar a produção do óxido nítrico, coletivamente pode contribuir à função cardiovascular saudável; Estudos também demonstraram que o suco de uva é agente antibacteriano, que reduz drasticamente a deterioração dentária nos animais; s passa de uva são associadas com a redução da mortalidade de vida ao câncer em pacientes idosos; Resultados de estudos científicos sobre o efeito da uva rosada na função cardiovascular

Em um ensaio randomizado e cruzado que envolveu 10 pacientes, o consumo do suco de uva tinto por 1 semana reduziu em 77% a resposta de agregação das plaquetas no sangue contra os sucos de laranja e de pomelo.

Este estudo confirma os efeitos do suco de uva (tinto) na diminuição dos riscos de trombose coronária e de enfarte devido ao aumento da concentração de polifenóis presentes (aproximadamente 3 vezes mais do que outros sucos).

Um outro relatório sobre 15 pacientes com doença das artérias coronárias (DAC) concluiu que a ingestão a curto prazo do suco de uva tinto melhorou a vasodilatação dependente do endotélio e impediu a oxidação do LDL, reduzindo resultados cardiovasculares negativos.

Isto foi mostrado ser causado pelos flavonoides presentes. Comparado com os controles, 14 pacientes com DAC, que consumiram de 7 a 10ml/ kg/dia de suco de uva tinto por 14 dias, demonstraram um aumento no lag time de oxidação do LDL, que determinam o tempo de oxidação do colesterol (quanto maior a duração do estado latente, mais lento o inicio da oxidação.) Concluiu-se que este atraso na oxidação do colesterol de LDL é benéfico pois geralmente este é um dos fatores contribuintes principais no desenvolvimento da aterosclerose.

VEJA TAMBÉM EM NOSSO SITE :

Receita Caseira de Suco de Uva.

MEDICAMENTOS QUE possuem A UVA EM SUA FORMULAÇÃO :

CELOX.


Dieta  de 21 dias